segunda-feira, 15 de março de 2010

"Skin Deep"

Havia muito tempo que não seguia um conselho naquele sentido.

Procurei-a por recomendação.  

Uma vantagem das confidências é recebermos em troca conselhos dos confidentes; nem sempre acertados, mas alguns dão-nos que pensar, outros seguimo-los por terem aquela lógica imbatível que nos leva por si ao tapete no primeiro assalto. Este foi assim. Consequência de uma desvalorização de auto-estima a cada dia que passou, do incremento em perscrutar a atenção alheia sobre a minha condição, ainda que ciente de que ninguém poderia pelo olhar desatento avaliar o meu sofrimento, ou mesmo as minhas mazelas.  

Entrei. Olhei-a nos olhos e disse-lhe de imediato que, apesar de não nos conhecermos, e sem mais delongas, estava disposto a tirar a roupa de imediato. Olhou-me com um sorriso e respondeu-me que afinal estávamos ali para isso. Não protelei. Despi-me e ela pediu que me deitasse. Senti as suas mãos percorrerem o meu corpo, milímetro a milímetro.

O toque de profissional experiente.

Procurei-lhe o olhar quase a medo, a tentar disfarçar o receio de lhe ler alguma crítica que me incriminasse, alguma insatisfação pelo que ali expunha que me pudesse diminuir à sua observação conhecedora. Estou certo que a minha tensão arterial subiu em flecha, sentia palpitar as veias temporais. Não estou certo se me terá mexido no cabelo; diria que sim, mas os pensamentos voavam demasiado depressa, o receio do desconhecido aumentava a cada fracção de segundo. 

Sobreveio-me por instantes a culpa. O juízo apriorístico de que a minha presença ali tivesse como causa algum vício maligno, ou que fosse o resultado de algum comportamento desadequado.

O seu olhar era calculista, desprovido de qualquer sentimento que eu pudesse sondar. Exactamente como eu desejara. As suas mãos continuavam a percorrer-me a pele, já não lhes sentia o frio. O meu temor porém mantinha-se, o seu olhar permanecia insondável.  

A minha intenção de pretender apenas satisfazer a minha necessidade, encontrou perfeita sintonia no interesse dela, absoluta e inequivocamente profissional. Dois perfeitos estranhos. A nenhum interessava que aquele momento pudesse ser mais que um mero encontro fortuito, irrepetível.

 

Vesti-me, paguei.

Afinal, não tenho com que me preocupar, trata-se de uma afecção benigna, talvez causada pelo Inverno estranho a que a minha pele não se terá ajustado.

Receitou-me alguns medicamentos e tratamentos a cumprir a rigor. Tenho nova consulta dentro de uma semana.

 

Mas já estou melhorzinho.

 

© CybeRider - 2010

14 comentários:

pepita chocolate disse...

E sim, a minha mente levou-me para onde tu querias que ela fosse.

Mas no final, deixaste-me com um sorriso nos lábios. Porque nem tudo o que parece é.

E se realmente houve doença por aí (porque nem tudo o que parece, é! - volto a repetir-me, propositadamente!) espero que realmente estejas melhorzinho.

Beijinho!

(tens andado muito caladinho por aqui... não sei se resultado do tempo, se do Tempo! MAs espero que realmente esteja tudo bem)

escarlate disse...

ao contrário da Pepita a minha mente levou-me exactamente para "aquilo que não parece mas é"...
estás mesmo bem??????

Mário Rodrigues disse...

Mas que aventura a tua...Nas mão de uma dermatologista...Sabes? Afina os sentidos! São muito raras as mulheres dermatologistas...Essa deve ser excelente...especialista!
Segue atentamente as suas recomendações.

Um abraço

P.S. Vai tomar banho... ;-)))

CybeRider disse...

Olá Pepita!

O melhor desfecho será mesmo o tal sorriso, talvez por isso notes o silêncio, sem ele não valerá a pena...

O que será a doença senão a vida a passar-nos por cima, talvez a natureza a querer guardar-nos para si e nós a tentarmos fugir dela, ou apenas uma forma da realidade nos recordar que somos humanos e frágeis.

Sinais do tempo ou do Tempo, e o "bem" é sempre a incógnita derradeira. A acreditar... acredito que sim ou quase, obrigado.

Beijinho ;)

CybeRider disse...

Olá Escarlate!

Ah! se de facto fossemos como tal Vinho... Mas fica-nos a sabedoria e as experiências, que nos vão fazendo ganhar uma apetência para ler nas entrelinhas.

Estou bem, obrigado! E com esperança de ainda poder ter melhores dias, também, mas talvez já seja pedir muito...

CybeRider disse...

Olá Mário!

Curioso dizeres isso. Aqui na terrinha conheço duas, a outra tratou-me há dez anos, ou mais, de outra coisa... Talvez seja por isso que não as há noutros sítios, vêm todas para cá.

(Mauzinho... Colocas mesmo o dedo na ferida... E vê lá tu que me proibiram o sabão. Dez dias a óleos, pomadas e comprimidos; depois logo se vê... Não queiras!)

Já sabes que o problema do eremita é ter o rio lá longe no vale, sem ser a água para beber a outra é só uma vez por ano. :)

Abraço!

Nirvana disse...

Cybe,
Só mesmo tu para fazeres de uma simples consulta um texto assim! Brincas com as palavras, essa é que é a verdade! E eu agradeço esse dom, porque é sempre diferente ler os teus textos.

Espero que as melhoras sejam rápidas!!

Beijinhos, Cybe

escarlate.due disse...

estás melhor Cyber??

CybeRider disse...

Olá Nirvana!

De facto são mesmo as pequenas brincadeiras com que a vida, ela sim, parece entreter-se connosco.

Já está tudo bem. Obrigado!

Beijinhos!

CybeRider disse...

Olá Escarlate!

E eu, que não acredito muito em milagres, que fico sempre na dúvida se os médicos que encontro não serão meros curandeiros, acabei por ver a questão resolvida com celeridade e mestria (sempre valeu o conselho...). Estou como novo, ou melhor, já bastante fora da garantia mas pronto para outra.

Obrigado!

Gemini disse...

Terá sido tão bom para ti como foi para "ela"?... Creio que sim ;)))

Afinal "elas" podem não ser bem como as "pintam", parece que vieste de lá outro!

Um grande abraço!

CybeRider disse...

Pois é Gemini, o segredo estará em procurá-las já em desespero de causa, é toda uma outra perspectiva. Depois, o que se faz em Las Vegas permanece em Las Vegas, é só o que te posso adiantar.

Grande abraço!

:))))

Nilredloh disse...

Brilhante!!:)
Um abraço,
Jorge

CybeRider disse...

Andei de facto mais brilhante por uns dias, dos cremes e assim...

Mas já passou.

:)))))